segunda-feira, outubro 20, 2014

Terça-feira, 21 de outubro de 2014

O ABRAÇO...

...de Henrique Alves ao Democratas portalegrense,anteontem, virou  "aperto de mão" de alguns de seus mais fiés eleitores ao seu adversário, Robson Faria, ontem.  

ALIANÇA

    Henrique, no desespero de vencer no primeiro turno, fez aliança com bacuraus, araras, bicudos, periquitos e papagaios, inclusive em Portalegre onde  bicudos e bacuraus, não se "beijam", até funcionou, no primeiro turno, mesmo com o "entalo" de alguns. 


NO  PRIMEIRO...

...turno,  ele nem se dignou a ir em Portalegre,  e  o município lhe garantiu a segunda maior  votação proporcional do Estado, salvo o engano, mesmo com a sua "ausência". 


E...

...tudo ia muito bem, até a infeliz ideia de ir dormir em Portalegre,  no último sábado. Aliás dormir deve ter sido uma ideia feliz, visto que Portalegre certamente tem um dos hoteis mais confortaveis da região, desde 2003,  construído graças  a determinação  do prefeito Neto da EMATER  aliada a visão empresarial de João Sabino.
   O erro "político", ao que parece,  foi ir, primeiro,  prestigiar  seus novos aliados em detrimento dos antigos. 


ATÉ...

...entendo  o candidato, afinal a  "casa da nova aliança" é passagem obrigatória  para quem vem do hotel, não tem jeito,  nada demais  ir lá primeiro,  oportunidade  aliada a economia de tempo e dinheiro do candidato. 
    Mas ao que parece, tinha  um alçapão, onde ele só precisava  atravessar a cancela  para cair. Atravessou...


E ENQUANTO ...


... ele posava para um "Henriqueself" no ninho  bicudo,  lá na "floresta bacurau" se levantava a revolta, pois o eleitor do PMDB, não viu a visita, pela  ótica do "caminho mais curto", só pensou que "os últimos são os primeiros" , e junto com outros "pois, pois",  o bacurau  da década de 70, não aceitou e  o do  século XXI, parece que também não. 
    A reclamação e adesão ao  outro candidato, nas redes sociais, ontem, é a prova disso. E o burburinho na calçada o dia todo foi a  pauta do dia, na cidade.


 SE O RESULTADO...

...da visita, primeiro aos aliados do DEM, que para mim é  uma  "bobagem", vai se tornar uma "bobeira" de Henrique,  não se sabe,  mas pelo  ecoar dos "pássaros",  tem perda.


A SABEDORIA...

...popular já diz: " Quem corre atrás de dois, perde os dois e a carreira".  

domingo, outubro 19, 2014

SEGUNDA-FEIRA,2O DE OUTUBRO DE 2014


DOMINGO...

...movimentado em Portalegre. O deputado e candidato a governador pelo PMDB, Henrique Alves amanheceu no município e   o do PSD, Robson Faria, anoiteceu.


MANHÃ

  Mal saiu da cama, e o candidato já tinha "liderança", feito cão de guarda,  a sua espera, no hotel, onde dormiu.


CAFÉ

  Um maribondo caboclo, que construia tranquilamente  a  sua casa no interior do restaurante do hotel, me contou, abismado, que  o café da manhã do candidato do PMDB, foi  servido acompanhado de  muita "picuinha" e intriga de oposição.

   Henrique não só ouviu, como   foi  instigado a duvidar do apoio de Neto da EMATER a ele. Recebeu até a sugestão para que fosse até a casa do Prefeito e constatasse que não havia nem mesmo uma foto de Henrique na parede. Ele encontraria apenas  fotos do deputado Gustavo Fernandes.

Enquanto os velhos verdes de Portalegre "carregaram o piano" no primeiro turno  para garantir a votação do candidato da situação local, foi sugerido a Henrique Alves, que a  sua grande votação conquistada,  não era fruto do trabalho do PP/PMDB.
    Nem preciso dizer  a quem  foi atribuido o toque do piano.


   É CLARO... 

...que o candidato só ouviu. E é claro, também, que  ele sabe o que é trigo e o que é joio no município.


HENRIQUE
  
  Encontrou os seus conrreligionários do  passado e presente, o prefeito Neto da EMATER e o ex-prefeito Euclides Pereira, mas não falou do café servido "com  fuxico".


E COMO QUEM... 

... acende uma vela pra  "Deus e outra para  o diabo",  sobretudo agora com um segundo turno que lhe ameaça, e muito,  Henrique foi se confraternizar com os correligionários da hora, na casa do ex-vereador democrata José Augusto (DEM). 


MAS... 

  ...enquanto Henrique via  o seu  15 vermelho, (e sem direito ao polegar erguido em sinal de positivo, marca registrada do seu Partido e herença política do seu pai, Aluísio Alves)   no peito de poucos "correligionários" do DEM, em Portalegre,  lá embaixo, no município  de Riacho da Cruz, a poucos  15 quilometros da nossa Serra, o tio de José Augusto e irmão do deputado Getúlio Rêgo,  Vilene Rêgo, ex-prefeito do município,   declarava o seu apoio a Robson Faria,  ou seja;  "virava" 55, como quis e declarou à imprensa desde o começo.
   
   Não é interessante?


ESQUECIMENTO, PERDÃO ? OS DOIS? OU OUTRA COISA ?

 Para mim,  interessante mesmo, e até cômico, foi ver uma foto onde o portalegrense Antonio Magalhães aparece abraçandoHenrique.







                        Fotos:Internet



 Quando vi, quase não acreditei, pois me lembrei exatamente do que ouvi de Antonio Magalhães, em 1996,  sobre o PMDB, partido inclusive que lhe serviu de legenda para à Câmara de Vereadores, numa eleição anterior, e no qual ele não vota até hoje, que eu saiba. 

   Naquele ano, conversando sobre política, comigo,  e  falando das suas mágoas partidárias declarou:  "Escute Bernadete,  enquanto vida eu tiver, não darei um voto a ninguém do PMDB,  e   nem estarei onde o PMDB  estiver."
   Mas isso não é novidade,  também já ouvi coisas iguais e ou parecidas, de muitos outros a respeito de Getúlio, e hoje essas mesmas pessoas babam por ele. Se eu for citar nomes,  não caberiam aqui.


DAS DUAS...

...UMA; ou  Antonio Magalhães, a quem eu quero bem e  com quem gosto de brincar,  morreu e ninguém me falou nada (portanto quem aparece na foto, ao lado de Henrique,  é o espírito dele e só quem está vendo sou eu) ou ele esqueceu totalmente o que disse.

   Uma outra hipótese  éa de que  ele está  apenas sendo gentil, com realmente é, porque "coincidentemente" estava na casa do primo no momento da chegada de Henrique. 
   Sim, até  porque a possibilidade de Henrique, por exemplo, não pertencer mais ao PMDB, por isso  Antonio, votar, não existe.

   Torço mesmo  pela terceira  alternativa, até porque Antonio é um homem de palavra, basta perceber que  em nenhuma das fotos  ele  tem o 15 vermelho adesivado  na camisa. 

    Se bem que adesivo não atesta voto.



ALIÁS...

... tenho certeza que a  mudança deve ter sido mesmo  de  ideia, nada de plano terreno para o espiritual.  Antonio está vivo e bem vivo, tratou o coração  não faz muito tempo e certamente as mágoas se foram. 
   E depois, poxa, todo mundo  pode mudar de lado, de partido, de cor e  deixar de ser hortodoxo. 
   Quem não muda é que é descontextualizo.
   

BRINCADEIRAS ...

...a parte, até porque Antonio é mesmo uma pessoa querida,  ele sabe disso, e eu  respeito, e sempre respeitarei,  a escolha política que ele fez e faz,  isso nunca afeterá o meu bem querer por ele. 
Posso até não concordar com as ideias dele e de qualquer outra pessoa,  mas sempre defenderei  o direito de cada um tê-las.

    Ontem mesmo disse isso ao meu sobrinho mais novo, que  o processo democrático que  lhe dá o direito de escolher  quem deve governar o Estado e a Nação, com a idade que  ele tem,  contou com a minha contribuição, e não digo  que foi mínima porque não foi, foi grandiosa. E eu, na idade dele, não tive esse direito.
        E é exatamente em nome desse direito sagrado de escolha, e de todos os avanços  que estamos conquistando, que  luto para não retrocedermos.


AGORA...

...para não perder o humor, nas postagens de hoje,  eu perguntaria ao vereador  Afrânio Lucena, que é do PMDB: o que será de Henrique, com Antonio Magalhães  e Alberan Freitas apoiando-o?  
   Precisa responder  não, domingo a gente tira a dúvida.
    

E...

... foi Henrique descendo a Serra  e  Robson subindo, trazendo na bagagem o apoio de Vilene Rêgo. 

                          Foto: http://uzlemfatosefotos.blogspot.com.br/
                       Robson com o ex-prefeito Vilene Rêgo (de azul)

 No seu comício, não contou com a participação de  lideranças políticas no palanque, mas  foi recebido, diplomaticamente, pelo prefeito Neto da EMATER. E, segundo soube, boa parte da população veio à praça ouvi-lo.  Ao seu lado,  estava o filiado do PC do B,  no município, José  Rodrigues. 



   

sábado, outubro 18, 2014

Sábado, 18 de outubro de 2014

Zeca Baleiro me representa no seu texto

Um Voto Crítico, Mas Convicto


O direito à oposição e o anseio pela alternância de poder são pressupostos básicos de um estado democrático. Desejar e acalentar o sonho de mudanças também é uma natural aspiração de todo cidadão.


Acho o governo Dilma criticável, como todo governo o é. Acho o PT criticável também, como todos os partidos o são. Como todo brasileiro, anseio por mudanças que urgem, embora reconheça que há mudanças políticas em curso neste governo que são louváveis. De qualquer modo, embora Dilma tenha seus pontos vulneráveis, não vejo adversário digno de sucedê-la. Mudar por mudar não me parece conveniente. 

Um dos argumentos mais usados pelos detratores da atual presidente e seu partido é o de que “estão há muito tempo no poder”. Esquecem que os tucanos há 20 anos ocupam o trono do governo de São Paulo (e há tempos vêm cometendo pecados sem perdão como o desmando irresponsável que gerou a crise de abastecimento de água no estado), isso sem falar nas oligarquias do Maranhão, há 48 anos roendo o osso do poder, e a de Alagoas, há outros tantos anos se perpetuando na política local (e estes casos nem devem ser levados em conta, pois, além de antidemocráticos, são imorais).

Um governo comprometido socialmente deve dirigir o olhar primeiramente aos desfavorecidos, aos excluídos do jogo social, isso é óbvio. Este governo que aí está fez isso. E o que não faltam no Brasil são pessoas vivendo em quadro de pobreza extrema, privadas dos direitos básicos de cidadão, massa de manobra barata para oligarcas usurpadores. Quando o buraco é muito fundo – e o fosso social no Brasil é pra lá de fundo -, não há como não ser assistencialista, infelizmente. Uma das frases feitas que mais me indignam neste pobre debate político (debate entre aspas) é a máxima hipócrita de que “é melhor ensinar a pescar do que dar o peixe”. Ora, como ensinar a pescar um sujeito devastado pela fome e pela doença?

Outro argumento usado à exaustão é o da corrupção, e não podemos nos enganar - todos os partidos, quando ocupam o poder, caem em tentação, para nossa desgraça. A diferença básica neste Fla-Flu de corruptos é que os do PSDB seguem impunes, os do PT nem tanto. Só a punição exemplar desses bandidos somada à vigilância social mais ferrenha poderá fazer banir esta "cultura da corrupção" que hoje impera no país, ou ao menos reduzir os seus índices.

Não sou petista nem sou apegado a partidos ou candidatos. Voto com independência. No primeiro turno, meu voto foi dividido entre candidatos do PSOL, do PSB e do PT. Isto me parece coerente. Se nos próximos anos aparecer uma grande e confiável liderança política de outro partido, não hesitarei em mudar meu voto, desde que seu projeto tenha viés socialista, único projeto político que penso ser viável no mundo de hoje. Isto também me parece coerente.

O que não me parece coerente é ver a ex-candidata Marina Silva, arauta da “nova política”, anunciando seu apoio à candidatura Aécio Neves. Todos sabemos que a sua trajetória de luta contra os barões malfeitores do Acre a aproxima ideologicamente mais do PT, e não foi à toa que ela assumiu a pasta do Meio-Ambiente no governo Lula. Isto que ela agora faz é velha politicagem, jamais nova política. Sabemos para onde miram os políticos do PSDB, e no que vai resultar um novo governo tucano (e faço questão de afirmar o mesmo repúdio às alianças eleitoreiras do PT com velhos caciques paroquiais como Sarney, Collor e Calheiros).

Se a intenção de parte do eleitorado era destronar o PT e Dilma a qualquer custo, então que votasse num partido mais à esquerda (sim, eles existem) e não num partido que reza na cartilha do datado neoliberalismo que levou à convulsão social e ao desemprego massivo países europeus sólidos como França e Espanha, e que quase levou o Brasil à bancarrota, na era FHC. Este, por sua vez, sociólogo pós-graduado na Universidade de Paris, tem como hobby disparar frases infelizes, como a recente declaração preconceituosa e separatista sobre os nordestinos e seu voto, segundo ele, catequizado. Com todo o respeito que possa merecer, o ex-presidente está na Idade Média da Sociologia. Avançamos muito nos últimos anos em termos de “pensamento social”. Não há porque retroceder.

Votarei em Dilma e, caso ela seja eleita, terá em mim um crítico implacável de seu governo. É assim que entendo o que chamam de democracia. O resto é balela.

P.S.: Peço aos internautas que queiram comentar, criticar ou divergir do meu texto, que o façam civilizadamente, com argumentos embasados, não com ofensas ou baixarias. De baixo, já basta o nível do debate dos nossos candidatos na corrida eleitoral.


Zeca Baleiro
(17 de outubro de 2014)

segunda-feira, outubro 13, 2014

Segunda-feira, 13 de outubro de 2014

J. Carlos de Assis: Os que pilharam o Estado e massacraram o povo estão aí de novo
publicado em 13 de outubro de 2014 às 11:45


A avaliação de seus mandatos captada em pesquisas explica o motivo de Alckmin e Serra não terem defendido o seu legado. O que fará Aécio Neves?

por J. Carlos de Assis, no Jornal GGN

No início do século XI um líder muçulmano percorria as mesquitas do Oriente Médio advertindo os fiéis para a fatalidade iminente da invasão dos cruzados. Eles estavam chegando. Preparem-se, dizia ele, para que possamos evitar a catástrofe. Os cruzados são cruéis e selvagens, ignorantes e incultos. Estuprarão nossas mulheres, matarão nossos filhos, massacrarão nosso povo, incendiarão nossas cidades e aldeias. Pelo que se viu na história, não lhe deram ouvidos.

Na verdade, de acordo com o relato de Amin Maaloup no livro “As Cruzadas Vistas pelos Árabes”, que cito de memória, os cruzados chegaram, estupraram as mulheres, mataram as crianças, incendiaram cidades e aldeias e massacraram as populações do Oriente Médio que estavam em seu caminho até Jerusalém. Foi uma carnificina, em geral ignorada pelos historiadores ocidentais até pouco tempo atrás. Foram precisos mil anos para que um historiador egípcio contasse a verdadeira história.

Que lição se pode tirar desses eventos para o momento eleitoral que estamos vivendo? Os tucanos estão chegando de novo, conduzidos não por um bárbaro, mas por um boa-vida. Vai entregar o governo aos “melhores”. E quem são os tucanos? São os desestruturadores do Estado brasileiro, os que venderam a preço de banana nossas estatais – vide o crime da privatização da Vale do Rio Doce, e um crime ainda maior, por suas consequências estratégicas, que foi a privatização da Telebras e da Embratel.

Contudo, uma grade parte da nação não dá ouvidos a essas advertências. E a razão é simples: o aparelho do Estado, não do governo – o nervo dele, a própria Justiça -, foi aparelhado por simpatizantes tucanos para tentar liquidar com a candidatura de Dilma. Os tucanos aparelharam, em relação ao chamado escândalo do “mensalão”, uma parte majoritária do Supremo Tribunal Federal. Essa parte do Supremo condenou pessoas sem crime. Não cuidou de ouvir e examinar provas. Promoveu o mais selvagem massacre de reputações de inocentes, a partir de suas cadeiras majestáticas, de que se tem notícia desde o caso Dreyfus, na França, na virada do século XIX.

Agora é um juiz do Paraná que, descaradamente, cria uma dupla identidade para o segredo de justiça a fim de liberar declarações sem provas de um criminoso confesso, em pílulas diárias, com o óbvio propósito de desestabilizar a campanha de Dilma pela grande mídia, praticamente às vésperas das eleições. O que está acontecendo é um acinte ao povo brasileiro. Ora tudo era segredo de justiça pela delação premiada, ora as mesmas delações são liberadas para o grande público, em nome do “direito da sociedade de tomar conhecimento” dos fatos. Isso funciona? Funciona sim, no inconsciente coletivo, porque a mídia que tanto valor dá à liberdade de imprensa, abre mão do direito de sua liberdade de perguntar ao juiz: Por que agora? E por que o duplo critério de segredo e abertura?

Obviamente, estamos sob a ameaça de um golpe jurídico-midiático para desestabilizar o Estado. Creio que, dadas as possíveis consequências de uma eventual eleição do Aécio, caminhemos para a maior crise social e política jamais experimentada pelo Brasil desde o golpe de 64. Agora os militares estão quietos. Isso, porém, não garante que a parte da sociedade a ser esbulhada nesse golpe se contentará com mais uma onda de um governo anti-pobre e anti-povo, que tentará enfrentar a crise, esta, sim, inevitável, andando para trás. Não vou sair por aí discursando em mesquitas, mas advirto: Olha, os tucanos estão chegando! Ainda há tempo de se precaver.

*Economista, doutor pela Coppe/UFRJ, professor de Economia Internacional da UEPB.
Leia também:

sexta-feira, outubro 10, 2014

Sexta-feira, 10 de outubro de 2014


A TV Globo e seu desserviço




http://www.viomundo.com.br/opiniao-do-blog/jornal-nacional-volei-e-voice-separam-escandalo-da-propaganda-eleitoral-pt-vantagem-numerica-na-verdade-e-empate.html


Jornal Nacional: Só vôlei e The Voice separam escândalo da propaganda eleitoral do PT; “vantagem numérica” é empate

publicado em 9 de outubro de 2014 às 20:51

por Luiz Carlos Azenha


E a tão falada “vantagem numérica” de Aécio Neves sobre Dilma Rousseff, segundo o Jornal Nacional — que trombeteou assim o resultado — se resume a dois míseros pontos percentuais, dentro da margem de erro.

No Datafolha, em votos válidos, 51% a 49%. No Ibope, 51% a 49%.

Já a soma dos que consideram o governo Dilma ótimo, bom ou regular, é de 72% no Ibope e de 77% no Datafolha.

Jamais se esqueçam: o Ibope foi aquele que, no dia do primeiro turno de 2014, em pesquisa de boca-de-urna no Rio Grande do Sul, disse que Tarso Genro (PT) teria 35% a 29% dos votos válidos contra Ivo Sartori (PMDB); Sartori teve 40%, Genro 33%.

Datafolha é aquele que, em pesquisa de boca-de-urna, disse que Fernando Henrique Cardoso seria eleito prefeito de São Paulo, derrotando Jânio Quadros… que venceu (clique aqui para ler).

Agora temos explicação para as duas pesquisas divulgadas anteriormente às do Ibope e do Datafolha, do Instituto Paraná e do Instituto Véritas, trombeteadas pelo site 247.

Na pesquisa do Instituto Paraná, dirigido por uma pessoa que foi nomeada para compor o futuro secretariado do governador Beto Richa, do PSDB, Aécio tinha 54% a 46%. A pesquisa foi divulgada com grande alarde pelo site da revista Época… adivinharam, das Organizações Globo!

Já a “pesquisa” do Instituto Véritas, alardeada pelo site 247, dava Aécio com 54,8% contra 45,2% de Dilma.

Pesquisas encomendadas para dar a impressão de que Aécio tinha uma vantagem insuperável? Quem sabe? Quem pagou para fazê-las? Quem pagou para disseminá-las? Só o tempo dirá.

Chamou a atenção, hoje, a paginação do Jornal Nacional, ou seja, a sequência das notícias determinadas pelos editores.

Para quem não tem intimidade com televisão, os telejornais seguem o que é chamado, no jargão dos telejornalistas, de “espelho”.

O espelho, ou seja, a sequências de notícias, é determinada pelos chefes. Por gente graúda. Eles é que escolhem a notícia supostamente “mais importante” do dia.

Eles é que determinam o que virá primeiro, no momento de maior audiência do telejornal.

Eles é que determinam o que será falado com destaque, naquele pingue-pongue entre os apresentadores, na abertura do telejornal: as manchetes ditas com grande ênfase pelo William Bonner e a Patrícia Poeta.

Pois bem, como começou o Jornal Nacional de hoje?

Abertura acusando sem provas três partidos de terem recebido propina em esquema montado na Petrobras: PT, PP e PMDB, com direito a sílabas vagarosamente pronunciadas por William Bonner.

Em seguida, as pesquisas registrando “vantagem numérica” de Aécio Neves.

Depois, cinco ou seis minutos dedicados à denúncia de véspera de eleição.

Indepententemente das denúncias serem verdadeiras ou falsas — qualquer pessoa pode dizer o que bem entender ao Ministério Público Federal –, os depoimentos “coincidentemente” foram marcados para esta quarta-feira e as gravações vazaram… para o Jornal Nacional.

Como me disse um advogado esta tarde, é a desmoralização da “delação premiada”, usada para fins eleitorais.

Coincidência destas a gente só viu… em 2006.

Então, as fotos do dinheiro supostamente usado pelo PT para comprar um dossiê contra o candidato José Serra, do PSDB — fotos feitas dias antes — “coincidentemente” vazaram para os jornais e as emissoras de TV na antevéspera do primeiro turno.

Naquela ocasião, ajudaram a levar a eleição para o segundo turno.

Desta vez, curiosamente, o resultado das pesquisas e a longa reportagem sobre as denúncias do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa e do doleiro Alberto Youssef foram seguidas… pela propaganda eleitoral do PT.

O Jornal Nacional sabia, com certeza, que logo depois da longa denúncia, viria a propaganda de Dilma.

Sabe o que separou a denúncia da Petrobras da propaganda eleitoral do PT?

Uma notícia sobre um campeonato de vôlei e um anúncio do programa global The Voice.

Como se vê, foi tudo muito bem arquitetado no Jardim Botânico.

Ah, sim, a pesquisa propagandeada pelo site 247 (Aécio 54% x Dilma 46%) foi reproduzida no programa eleitoral de Aécio Neves.

Entenderam?




PS do Viomundo: No ótimo programa de Dilma Rousseff, Fernando Henrique Cardoso foi justamente detonado por dizer que os 40 e tantos milhões de eleitores da petista são ignorantes!




Leia também:



quinta-feira, outubro 09, 2014

Quinta-feira, 09 de outubro de 2014

E...

...tudo  começa de novo, ou melhor continua. Em Portalegre o  DEM  nem desmontou o palanque e na  última segunda-feira o deputado da terra, ou melhor nascido no município, Getúlio Rêgo (DEM) agradeceu aos portalegrenses a votação recebida,  a qual   foi menor do que em 2010.

   Eleito, Getúlio agora  se dedica com mais afinco às  candidaturas  dos aliados que foram para o segundo turno.  Ele reafirmou o seu apoio a Henrique Alves, e pediu  população e aos seus correligionários para votar no  candidato do PSDB, para a presidência da República. 
   Não vou dizer no candidato "tucano", porque seria uma  ofensa a mim mesma.


BATER CHAPA

     Parafraseando um quase ex-deputado federal e correligionário de Getúlio Rêgo, ele e Neto da EMATER vão "bater chapa" de novo, dessa vez para presidência da República.


E POR FALAR...

...em agradecer votos, se o resultado das urnas  servir de reflexo para 2016, sem dúvidas o DEM terá ainda que  correr muito, nos próximos dois anos, para retomar o poder municipal.

   Sim, porque vejamos: A votação de Getúlio Rêgo não cresceu, caiu, pouco mas caiu, com relação a 2010, em Portalegre. Enquanto  que o deputado estadual apoiado pelo grupo que lhe faz oposição  mais que duplicou a votação.  
   O Federal apoiado pelo   prefeito e seu grupo, liderou em votos (2.138) o candidato do DEM (1.411),  inclusive o  deputado das emendas que ninguém nunca viu, perdeu  muitos votos, em relação a 2010.

    A votação da senadora  Fátima Bezerra (2.651), candidata  de Neto da EMATER, também foi esmagadora frente a candidata apoiada pelo DEM, Wilma de Faria (1.244). 

  A presidente Dilma (2.655) apoiada pelo prefeito deu de lavagem em Aécio Neves(1.068), candidato dos Democratas. 

   Então, fica a pergunta: Quem, dos dois grupos,  saiu vitorioso  ao final das contas?


PEDIDO
   
  Como lí algumas coisas meio fanáticas,  no entanto natural  olhando do ponto de vista de quem as coloca, pediria  ajuda a um um amigo sobre  os números:  Explica aí esse "resultado"  Chico Faule,  de preferência usando  umas bolinhas coloridas, assim fica mais fácil  para os que estão vendo  diferente, entenderem. 
  Pode ser bolinhas vermelhas, verdes, azuis, brancas, pretas e amarelas.
    Sei que você não é estatístico, mas é matemático. Vai saber explicar direitinho. Só não posso garantir a capacidade do outro para lhe entender. Mas, não custa tentar.



NEM...

...vou fazer uma análise mais profunda desse resultado, até porque  a sabedoria popular já diz; "o pior cego é aquele que não quer enxergar", e também  porque  alguém da terra, que escuta e enxerga  bem mais  de perto (e  tira conclusões com a razão) vivendo o dia a dia da cidade, já a fez   com precisão.

   Segundo um passarinho que voava lá  "pros lados" da loja/oficina de Franssuar Marinho,  na segunda-feira  pós eleição,  o papo por lá era  sobre  o resultado das urnas, quando Franssuar, numa análise  sem paixão partidária, concluiu sabiamente que o Partido (DEM), no qual inclusive ele vota no plano municipal,  não cresceu nada e se a eleição para prefeito tivesse acontecido, nesse momento, o candidato do DEM teria sofrido mais uma derrota, e  bem maior do que a de 2012, quando o candidato do Democratas perdeu por 443 votos. 
   Na análise  de Franssuar, seria uns 600, hoje.

PS. Querido Franssuar,  não tenho a intenção de comprometê-lo, nem criar animosidades entre  você e aliados. Apenas publiquei, primeiro pela lógica da sua conclusão e porque acreditei na informação, vinda de fonte  confiável, sem contar que ela estava sendo dita de forma aberta.  Achei a análise coerente com o quadro político atual do nosso município. Mas o espaço está aberto para  você contestar, caso deseje, e com as suas palavras.


POUCO

 O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (FHC) achou pouco ter chamado os aposentados de vagabundos, quando era Presidente, agora resolveu chamar de ignorantes  os eleitores  que oPTaram por votar com a presidente Dilma. "O PT está fincado nos menos informados, que coincide de serem os mais pobres”.“Não é porque são pobres que apoiam o PT, é porque são menos informados”Disse FHC ao jornalista Josias de Souza.


RECADO PARA FHC

 Pobre é o seu conceito ou preconceito. Ignorante é a sua declaração. Eu me sentiria sim, inserida nesse contexto, de menos informada e até abaixo da linha da pobreza enquanto ser, me sentiria sobretudo envergonhada,  se tivesse votado alguma vez no Senhor. 

   E me sentiria inclusive miserável, intelectualmente e politicamente falando, se  sequer cogitasse à possibilidade de votar no seu candidato, Aécio Neves, no próximo  dia 26. 
    

MAIS...

...um vez a sua "sociologia"  é que se apresenta ignorante e pobre,  além de  instigar e demonstrar a necessidade que o seu partido tem de separar o povo brasileiro por classe social. Essa é a verdadeira social democracia do seu PSDB, que  quer a  elite  no poder e o povo no fosso.


PARTIDÁRIOS

   E eis aí o que pensa pessoas como o Senhor sobre nós, os nordestinos que, DIFERENTEMENTE do que vocês acham e querem, sabemos realmente votar, porque não escolhemos o pior para o Brasil. 
  Do caos já viemos e não pretendemos voltar.
     


“Desculpem os nordestinos, mas essa região merecia uma bomba como em Nagasaki, para nunca mais nascer uma flor nos próximos 70 anos”, disse Auditora Fiscal após apuração das eleições à Presidência da República de 2014

Auditoria Fiscal do Trabalho foi denunciada ao Ministério Público por incitar ódio contra nordestinos. Postagem e conta de Ingrid Berger foram posteriormente deletadas (reprodução)

O resultado das eleições à Presidência da República de 2014 repetiu uma cena que foi vista nas eleições de 2010: uma enxurrada de postagens nas redes sociais que incitam o ódio aos nordestinos.

Na época, a estudante Mayara Petruso foi denunciada pelo Ministério Público Federal (MPF) por discriminação e foi condenada a 1 ano e cinco meses de prisão pela Justiça Federal.

Na noite deste domingo, diversos internautas denunciaram usuários de redes como Facebook e Twitter por incitar o ódio contra os nordestinos.

VEJA TAMBÉM: 



E uma delas, Ingrid Berger, foi denunciada na Ouvidoria do Ministério Público do Trabalho (MTE) por postar em seu perfil no Facebook que o Nordeste “merecia uma bomba como Nagasaki, para nunca mais nascer uma flor nos próximos 70 anos”.

A denúncia foi feita na esfera administrativa, pois a denunciada é auditora fiscal do Trabalho, aprovada em um concurso de 2013, que está em estágio probatório, e por isso, ainda não tem o direito à estabilidade funcional dada aos servidores públicos.

Atualmente, a servidora, que é formada em direito, está lotada Superintendência Regional do Trabalho e Emprego em Cuiabá, no Mato Grosso.

A denúncia foi protocolada pelo advogado baiano Durval Saback ,que afirmou ter recebido a mensagem através de um colega pelo Whatsapp e checou a veracidade da informação, e, através de um outro colega, que também é auditor fiscal, confirmou que ela foi aprovada no concurso público.

“A denúncia foi feita na ouvidoria do Ministério do Trabalho para apurar se ela cometeu infração que possa ferir o Código de Ética do Servidor, para instaurar um processo administrativo disciplinar. Somente depois é que se saberá se ela cometeu a infração, para ser demitida do serviço público ou não”, explica.

Algum tempo depois, segundo o advogado, a conta de Ingrid Berger foi deletada, assim como a postagem. Mas o print da tela foi salvo.

Mensagens de incitação ao ódio, discriminação e racismo postados em rede sociais ainda podem ser investigadas pelo MPF.

A denunciada ainda pode ser investigada na esfera cível e penal. Denúncias parecidas podem ser feitas no site da Polícia Federal e da ONG Safernet.

Cláudia Cardozo, Bahia Notícias. Revisão, Pragmatismo











segunda-feira, outubro 06, 2014

SEGUNDA-FEIRA, 06 DE OUTUBRO DE 2014

 DÍVIDA...

...que resgato com os novos seguidores  do blog, João Martins e Antonio  da Costa Barbosa, visto que ainda não os tinha desejado boas vindas, tampouco agradecido a leitura desse Espaço.


PORTALEGRE...

... na minha opinião, votou bem para o Senado da República. Fátima Bezerra, candidata surgida das bases, apoiada pelo prefeito Neto da EMATER, sem dúvidas teve uma votação expressiva, 2.651 votos. 
   Mas de onde vieram 1.244 votos para  Wilma de Faria ? 
  Se não veio  do DEM local, já que ela era a candidata de Zé Agripino, deve  ter  vindo da  parcela do PMDB que não suporta o PT, como é o caso do ex-prefeito Euclides Pereirae alguns dos seus fiés.  Ou dos dois juntos. 
    Sem apoio é que ela não tinha conseguido tudo isso.


PRESIDENTE

 A candidata Dilma Rousseff, de novo, ganha no município. Conquistou 2.413 votos. Já  o candidato de José Agripino e do seu grupo político local,  Aécio Neves, não chegou nem a mil,   teve exatamente 988 votos. 
   E que assim seja no segundo turno.


SURPRESA...

...mesmo foi a derrota de Henrique Alves em Pau dos Ferros, cidade polo da região,  com todas as lideranças  locais "juntas" e misturadas apoiando o candidato do PMDB. É bom lembrar que no município,  a maior liderança é o deputado  do DEM, Getúlio Rêgo.
     Quem explica isso como se eu tivesse cinco anos ?

NO...

...âmbito do  Legislativo, os candidatos apoiados pelas duas correntes políticas de Portalegre, foram eleitos,  Getúlio Rêgo (DEM),  Gustavo Fernandes (PMDB), para a Assembleia Estadual, Walter Alves (PMDB) e Felipe Maia (DEM) para a Câmara  Federal. 
   E com exceção  de Walter, que está chegando ao município agora, como um representante, mas com uma votação expressiva,  os demais  sempre bem votados,  devem muito a Portalegre. 
  Digo isso porque além,  é claro, das consultas médicas na cidade, realizadas pelo médico Getúlio Rêgo, e os  exames seja de média ou alta complexidade, consultas  especializadas e cirurgias,via  SUS, encaminhadas através do seu gabinete,  não há nenhuma obra nem programa social  que qualquer um deles  tenham realizado para Portalegre que eu conheça. Nem mesmo emendas significativas se conhece.
    Mas, a esperança é um bem que nunca morre. Pelo menos em mim.

QUANDO...

...eu digo que Portalegre votou bem para o Senado, me baseio no fato de Fátima ter  olhado para Portalegre,  mesmo sem apoio lá, muito mais que  todos os outros, e  aí se inclui Henrique, como deputado federal, sempre  conduzidos para os cargos, com a contribuição dos portalegrenses.


NÃO...

 ...acredito que em  Portalegre, pelo menos em se tratando do prefeito Neto da EMATER, que o municipio mude de lado para  o governo,  agora com o segundo turno confirmado. 
   Mas o DEM local, na minha opinião,  não tem mais compromisso com Henrique, exceto por questões isoladas, simples processos. 
    E se mudar de lado, não me surpreende.Se é que não já mudou.


PENA

  As contradições da política no RN: Se elege uma senadora que vem das bases, do movimento sindical, como é o caso de Fátima Bezerra, com votação expressiva em todos os municipios do Estado, e, em contra-partida, para a Câmara Federal se elege os filhos: filho de Garibaldi Alves, filho de Robson Faria, filho de Ricardo Mota, filho de Zé Agripino, filho de Betinho Rosado. 
  E viva o poder econômico e a herança de  votos. 
A nova eleição do filho de Ricardo Motta, só reafirma o "poder" de quem tem a presidência da Assembleia.



A...

   ...derrota de Wilma de Faria, para Fátima Bezerra, foi histórica e, porque não dizer, vergonhosa, para a ex-governadora de  dois mandatos consecutivos.
  Agora é esperar ela virar a sua metralhadora contra os seus aliados, particularmente Henrique Alves. Mas eu diria que  ele  tem um excelente argumento para se defender, pois pode dizer: "D. Wilma,  eu que sou eu não me elegi, como poderia eleger a Senhora? "



"Pode Escrever...

...se Fátima disputar o senado contra Wilma, Beta, Wilma perde." Ouvi isso do prefeito Neto da EMATER numa conversa informal antes mesmo das candidaturas lançadas oficialmente. E eu indaguei: Escrevo no blog ou no meu caderninho  pessoal? E ele disse: escreva onde você quiser. 
  Pena que não escrevi aqui no blog, quando  declarou. E dou a mão a palmatória, ele acertou de novo. 
 Digo de novo  porque em 2008,  exatamente no dia da eleição municipal, fim da votação, 17 horas,  ele candidato a vereador,  eu perguntei, baseada na  votação do então vereador  José Augusto (DEM), na eleição de 2004, que conquistou o primeiro lugar, se o vereador do DEM teria mais voto que ele ( Neto da EMATER), e  de pronto respondeu: Só se for noutra eleição, Beta, nessa não.
  

VOU...

...perguntar a ele, informalmente e em off  é claro, respeitando que Henrique é o seu candidato.  Quem  ele acha vence o segundo turno no RN. 



PRESIDENTE

 Dilma vence em 15 estados do Brasil. Aécio em nove no Distrito Federal.  




Eleições 2014  no RN


Presidente

                            votos              válidos

DILMA            43.241.206           41,59 %
AÉCIO            34.887.124           33,55 %
MARINA         22.168.855           21,32 %


Governador


                                Votos                           válidos

HENRIQUE                 701.716                       47,33 %

ROBINSON                 623.227                       42,04 %
ROBÉRIO                   129.577                         8,74 %
SIMONE                       14.535                          0,98 %

ARAKEN                      13.392                         0,90 %


Senador

                                                  Votos                  válidos

FÁTIMA                                  807.639                54,85 %

VILMA                                    636.395                43,22 %

LAILSON                                  15.157                  1,03 %

ANA                                          13.243                   0,90 %


A NOVA "VELHA" ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA

Ricardo Motta (PROS)
Galeno Torquato (PSD)
Hermano Morais (PMDB)
Kelps Lima (SD)
Gustavo Carvalho (PROS)
Ezequiel Ferreira (PMDB)
Getúlio Rêgo (DEM)
Nélter Queiroz (PMDB)
Tomba (PSB)
Gustavo Fernandes (PMDB)
Fernando Mineiro (PT)
Cristiane Dantas (PCdoB)
George Soares (PR)
José Dias (PSD)
Agnelo Alves (PDT)
Albert Dickson (PROS)
Márcia Maia (PSB)
Raimundo Fernandes (PROS)
José Adécio (DEM)
Álvaro Dias (PMDB)
Vivaldo Costa (PROS)
Jacó Jácome (PMN)
Dison Lisboa (PSD)
Carlos Augusto Maia (PTdoB)



MOSSORÓ...

...perdeu seus representantes na AL. Sai Larissa Rosado(PSB) e Leonardo Nogueira(DEM). E a legenda do PC do B, chega a Assembleia. Para mim, só a legenda, pois  Cristiane Dantas é tão comunista, em princípios, na minha opinião,  quanto o  marido, candidato a vice.


MEU...

...abraço  de hoje, para o portalegrense Francisco José Marinho. Feliz aniversário!